top of page
  • AERJ ASSOCIAÇÃO

Rádio é uma aposta segura para anunciantes, diz eMarketer

A empresa de pesquisa de mercado eMarketer emitiu um relatório nesta semana sobre a importância do rádio para os anunciantes norte-americanos. Segundo o texto, o meio segue como "uma aposta segura" para quem for investir em publicidade, considerando o amplo alcance que as emissoras de rádio possuem perante a população dos Estados Unidos. Hoje são cerca de 214 milhões de pessoas ouvindo rádio tradicional (AM/FM) em território norte-americano, volume este que não tem apresentado mudanças significativas nos últimos 15 anos. Esse panorama pode ser extrapolado para outros mercados globais, como Europa e a América do Sul.


Acho que o rádio pode se beneficiar muito, especialmente agora… [Seus CPMs] são mais baixos do que outras mídias, e o rádio tem uma audiência muito dedicada. Acho que os anunciantes estão muito cautelosos sobre onde gastar agora, e algo como o rádio que é barato, eficaz e está sempre disponível, é uma aposta segura para eles", afirma Daniel Konstantinovic, analista da eMarketer Insider Intelligence.


A análise da eMarketer Insider Intelligence só joga uma dúvida sobre o futuro da audiência de rádio. Com a maior parte da audição nos Estados Unidos ocorrendo em veículos, a empresa diz que "algo a se pensar é como a evolução do carro conectado afetará a audiência de rádio".


Por enquanto o cenário é positivo, com uma pesquisa recente revelando que quase todos os compradores de carros querem um receptor de rádio como uma ferramenta padrão dos veículos. Outro levantamento mostrou que, mesmo com o avanço nas opções de mídia em veículos, o rádio mantém a sua hegemonia. E, recentemente, o CEO da NAB afirma que o rádio deve evoluir para uma experiência guiada pela tela em automóveis.


Ainda tendo como base o alcance, o cenário norte-americano pode ser traduzido para outros mercados, como Europa (a estabilidade no Reino Unido impressiona) e Brasil. Nesses locais, o rádio também manteve em alta o volume de ouvintes fidelizados às emissoras.


Novamente sobre o relatório da eMarketer, a empresa também prevê que o número de ouvintes de podcasts nos Estados Unidos crescerá 5% este ano, chegando a 124,5 milhões. E o tempo gasto com podcasts também aumentará, totalizando 23 minutos por dia este ano e crescendo para 27 minutos até 2024. Vale recordar que os grupos de rádios são grandes impulsionadores desse formato de áudio digital no mercado norte-americano.


Também há uma previsão de ampliação da carga publicitária em áudio digital, em especial podcasts: segundo a eMarketer, os gastos com anúncios em podcasts nos EUA aumentarão 30% este ano e continuarão a ter um crescimento de dois dígitos até 2026. Outro ponto importante é que os gastos com anúncios programáticos em podcast representarão uma parcela crescente do gasto total com anúncios em podcast, atingindo quase 10% até 2024.


E por qual razão olhar para lá fora?


O tudoradio.com costuma observar esses pontos de curiosidade dos números do rádio internacional para mapear possíveis mudanças de hábitos e a manutenção do consumo de rádio em diferentes países. Assim como ocorreu no ano anterior, periodicamente a redação do portal irá monitorar o desempenho do rádio nos principais mercados do mundo e, é claro, fazendo sempre uma comparação com a situação brasileira. E, como de costume, repercutindo também qualquer número confiável sobre o consumo de rádio no Brasil.


Ilustração / marketing - crédito: depositphotos.com


Com informações do portal Inside Radio

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page