top of page
  • por Carlos Massaro

Pedido para transferência da autorização de execução deve ser feito ao MCom pela plataforma Gov.br

O Ministério das Comunicações liberou de forma online e gratuita, os pedidos de transferência da autorização de execução de um serviço. Com isso, as entidades executantes dos serviços de radiodifusão de sons e imagens ou dos serviços de retransmissão de televisão podem fazer a solicitação diretamente na plataforma gov.br.


O pedido é enviado à Secretaria de Comunicação Social Eletrônica (Secoe) e consiste na autorização de uma transferência, entre entidades diferentes, da autorização de execução de um serviço ancilar de radiodifusão. Podem ser serviços de retransmissão de TV (RTV), repetição de televisão (RpTV) ou de retransmissão de rádio na Amazônia Legal (RTR).


A solicitação é feita pelo Gov.br e o solicitante deve ter um cadastro ativo na plataforma. Após realizar o login, é necessário informar os dados das entidades envolvidas, da autorização a ser transferida, dos representantes legais e anexar a documentação.


O analista do Ministério das Comunicações irá verificar a solicitação de transferência. Caso a documentação enviada esteja correta, o pedido será deferido, indeferido, encaminhado para arquivamento ou será solicitado ajustes e/ou informações complementares.


Caso as informações não estejam completas, o requerimento poderá ser enviado para ajustes. Neste caso, o solicitante poderá realizar os ajustes ou desistir do requerimento. Por outro lado, se o requerimento for indeferido, o solicitante poderá entrar com recurso e aguardar uma nova análise.


Além da solicitação de transferência da autorização de execução de um serviço, as entidades que executam serviços de radiodifusão e ancilares podem acessar outros serviços on-line. Todas as páginas trazem uma breve explicação sobre cada um dos serviços, quem pode utilizá-lo, quais etapas para a sua realização e outras informações.


Com informações Site Tudo Rádio

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


Whatsapp AERJ
bottom of page