• AERJ ASSOCIAÇÃO

Parceira do rádio, smart-speakers impulsionam outros dispositivos inteligentes nas residências



Segundo um relatório recentemente lançado pela Voicebot, as caixas de som inteligentes, mais conhecidas por smart speakers, estão contribuindo para alimentar a revolução geral da casa inteligente. O levantamento é relacionado ao mercado dos Estados Unidos e mostra como essas caixas de som estão impulsionando a presença de outros dispositivos conectados.


O relatório recém-lançado da organização de pesquisa global Voicebot mostrou que as caixas de som inteligentes se tornaram um catalisador para mais vendas de dispositivos domésticos inteligentes, como termostatos, iluminação, segurança doméstica, campainhas de vídeo e fechaduras inteligentes. As smart speakers têm ajudado a alimentar a revolução geral da casa inteligente.


A Voicebot observa que os padrões de adoção de dispositivos domésticos inteligentes e caixas de som inteligentes são distintos, mas complementares. "Os dispositivos domésticos inteligentes são anteriores as smart speakers, mas está claro que a categoria recebeu um impulso com a introdução de recursos interativos de voz em casa". Em 2017, muitos no mundo da tecnologia lamentaram que "a adoção de uma casa inteligente foi de apenas 16,3%, apesar de muitos anos de exagero".


Hoje, no entanto, o Gartner prevê que cerca de 50% dos lares dos EUA terão um dispositivo doméstico inteligente até 2021 - o que Voicebot acredita que se tornará realidade. Este último descobriu em sua pesquisa que 48,5% dos adultos nos EUA têm um dispositivo doméstico inteligente que não seja uma smart speaker, enquanto mais de 55% dos adultos nos EUA têm caixas de som inteligentes ou pelo menos um dispositivo doméstico inteligente."


As smart-speakers têm conquistado cada vez mais usuários e também seguem sendo utilizadas para diversas finalidades, tanto que rádios do Reino Unido já estão veiculando anúncios interativos através de seus streamings de áudio. O sistema, que está disponível na caixa de som inteligente Amazon Alexa, permite a interação entre o ouvinte e a marca anunciante, podendo perguntar por mais informações sobre o produto anunciado, entre outras possibilidades.


Assim como nos Estados Unidos e demais países, no Brasil as caixas de som inteligentes já aparecem como um dispositivo usado para consumo de streaming de rádio. A constatação feita por empresas de tecnologia que prestam serviços digitais à diferentes emissoras brasileiras mostrou que empresas de tecnologia apontam consumo de rádio na internet através de dispositivos como a Alexa (Amazon).


Além das smart speakers, a venda de fones de ouvido também esteve em alta neste ano de 2020. De acordo com um levantamento da Futuresource Consulting, esse tipo de dispositivo teve um avanço anual de 19% nas vendas, sendo um volume que considera o mercado global. O avanço dos dispositivos atestam novamente o crescimento no consumo de áudio.


Com informações do Inside Radio e Site Tudo Rádio

11 visualizações0 comentário