• AERJ ASSOCIAÇÃO

Ouvintes preferem equilíbrio entre o conteúdo original da rádio e informações sobre a COVID-19

É natural que a audiência de rádio procure mais informações sobre a pandemia do novo coronavírus, afinal, a rotina de toda a sociedade foi afetada desde o início da crise. Pensando nisso, é melhor ampliar a prestação de serviço sobre a covid-19 nas emissoras de rádio ou é necessário manter a grade normal das estações? O tudoradio.com questionou a audiência do portal sobre o tema através de uma enquete, onde a maioria dos participantes afirmaram que desejam um equilíbrio entre o conteúdo original das rádios e as informações sobre a pandemia. Acompanhe:


A grande maioria dos participantes não deseja mudanças em suas rádios preferidas, querendo assim manter os hábitos de escutas que já eram característicos da audiência antes da pandemia. Se for pra alterar algo, que seja com prestação de serviço pontual sobre a pandemia. Ou seja, 93% dos participantes da enquete ainda querem consumir os conteúdos originais de suas emissoras preferidas.


Desses 93%, 67% responderam que as emissoras devem oferecer informações sobre a pandemia do novo coronavírus, mas em equilíbrio com a grade original da estação. E 26% não querem mexidas nas rádios, afirmando que a covid-19 não deve influenciar na composição da programação.

Já 7% dos participantes da enquete afirmaram que as emissoras devem ampliar a informação jornalística sobre os assuntos relacionados ao coronavírus.



Análise: resultado bate com pesquisas realizadas no Brasil e em outros países


Nos últimos meses, o tudoradio.com deu destaque para algumas pesquisas que mostravam o comportamento da audiência de rádio durante a pandemia em relação ao conteúdo das estações. No Brasil, a música continuou sendo um atrativo fundamental para a audiência, assim como outros conteúdos de entretenimento.


É natural que a busca por notícias fosse ampliada no começo da pandemia, sendo diluída ao longo dos meses seguintes. Tanto que as rádios de conteúdo jornalístico avançaram em audiência nos principais mercados brasileiros. Mas as rádios musicais também avançaram, principalmente a partir de abril, conforme a pandemia evoluir no cotidiano da sociedade.


O entretenimento e a música são importantes para o equilíbrio no comportamento dos ouvintes, ainda mais em um período de dificuldades devido à covid-19. E a grande variedade de formatos de programação oferecida pelo dial tem auxiliado o rádio durante esse período.


E a prestação de serviço pode ser traduzida de várias formas: desde uma programação musical que faz companhia à audiência, como também informações sobre o cotidiano local: prestação de serviço, auxílio à população e comerciantes locais durante a crise, promoções, entre outros pontos.


O mesmo acontece lá fora: nos Estados Unidos, os ouvintes permaneceram fiéis às suas estações preferidas durante a pandemia, mas também houve um aumento no consumo de notícias sobre o novo coronavírus e suas consequências.

E, já a partir de maio, a audiência de rádio passou a ficar mais equilibrada entre os diferentes formatos de programação.


A enquete


O tudoradio.com fez a seguinte pergunta para a audiência: "O que a sua rádio preferida deve fazer na programação durante a pandemia da covid-19?".


Vale ressaltar que a enquete não conta com processo científico de avaliação, sendo apenas uma forma de saber como foi o comportamento dos visitantes do portal perante o tema proposto.

A enquete esteve em vigência entre a segunda quinzena de abril e a segunda quinzena de julho. E o número total de votos foi de 461.


A próxima enquete: violência contra profissionais e veículos de comunicação 


Realizar coberturas jornalísticas tem sido um desafio no Brasil e em outros países nesses últimos anos. Profissionais têm convivido com forte hostilidade em diferentes situações. Com base nesse preocupante cenário, o tudoradio.com pergunta para a sua audiência se "as declarações de uma autoridade ou pessoa pública podem incentivar a violência contra meios e profissionais de comunicação?".


Para participar basta acessar tudoradio.com/enquetes ou responder no menu do portal, localizado na lateral esquerda para quem acessa via desktop e tablets.


Com informações Site Tudo Rádio

9 visualizações

Av. Nilo Peçanha, nº 50 - 24º andar / sala 2413 – Centro – Rio de Janeiro  RJ  20020-100

Telefones: (21) 3852-3910 e 2220-1711

E-mails: secretaria@aerj.com.br e aerjsecretariaster@gmail.com

Whatsapp AERJ