• AERJ ASSOCIAÇÃO

Grupos de rádios dos EUA divulgam forte recuperação financeira em receitas on e offline



Recuperações generalizadas em receita estão presentes nos balanços divulgados pelos principais grupos de rádio nos Estados Unidos. O indicativo é importante para o setor em todo o planeta, pois aponta crescimento nas frentes de transmissão terrestre (FM e AM), redes de rádio (distribuição de conteúdos para rádios) e no digital (streaming, podcasts, entre outros). Os dados são relativos ao segundo quadrimestre de 2021, quando o mercado norte-americano passou a contar com uma maior circulação da população devido ao avanço da vacinação contra a covid-19. Executivos chegaram a apontar a vacina como processo chave na recuperação do rádio.


A iHeartMedia, maior grupo de rádios dos Estados Unidos, registrou os resultados a seguir, por quadrimestre: -47% (Q2 2020), -25% (Q3 2020), -17% (Q4 2020), -7% (Q1 2021) e + 78% (Q2 2021). Ou seja, após fortes quedas no auge da pandemia do novo coronavírus (este auge foi em 2020 para os EUA), a queda foi desacelerada no primeiro quadrimestre deste ano, seguida de forte avanço no segundo.


Os dados referentes à transmissão de rádio (FM e AM) da iHeartMedia avançaram 84,9%, totalizando US $451,1 milhões. Outros negócios de transmissão, como a operação de rede, cresceram 28,3%, com a Premiere Networks avançando 13%.


Essas frentes, que incluem a transmissão via dial FM/AM, são chamadas de Multiplatform Group. A plataforma Smart Audio está inserida dentro dessa parte da iHeartMedia. Trata-se de uma ferramenta que vende inventário de transmissão de rádio por meio de impressões e cortes de audiência. As receitas da plataforma Smart Audio dispararam 95% ano a ano no segundo trimestre, segundo a iHeartMedia.


Já a receita digital da iHeartMedia também seguiu avançando, estando já na casa dos três dígitos. Essa frente é chamada de Audio Digital Group, esta que disparou 112%, com ganhos de 188% em algumas frentes. O setor digital estancou a queda em 2020 e acompanhou o crescimento em 2021. Para se ter uma ideia, a frente de podcasts avançou 152% ano após ano. Essa área da iHeartMedia envolve streaming de rádio, streaming de música on-demand, podcasts e anúncios digitais em áudio, video e display.


Em resumo, a iHeartMedia aumentou sua margem de lucro: a unidade digital teve uma ampliação de 25% para 27% em 2021, sendo 20% no segundo trimestre de 2020. E o grupo Multiplataforma para 30%, de 21% no primeiro trimestre e acima de 4 negativo % no 2º trimestre de 2020.


O grupo relatou assim um aumento de receita de 77% ano a ano para US $862 milhões no segundo trimestre de 2021, superando sua projeção anterior de era de +65%. A iHeartMedia também registrou uma redução de 50% nos custos imobiliários. O tudoradio.com chegou a noticiar sobre a redução das estruturas físicas da empresa como uma forma de otimizar suas operações e adaptar o grupo para a nova realidade.

Fachada da iHeartMedia em São Francisco - Califórnia / Crédito: depositphotos.com

Audacy (a antiga Entercom) e Beasley também avançam

Quem também avançou foi a Audacy, segundo maior grupo de rádios dos Estados Unidos. Conhecida como Entercom até março deste ano, a empresa registrou que sua receita total aumentou 73% ano a ano para US $ 304,5 milhões, em comparação com US $ 175,9 milhões no segundo trimestre do ano passado, este que foi impactado pela pandemia da covid-19.


Segundo o relatório da Audacy, a receita à vista quase dobrou para US $202,8 milhões, um aumento de 98% em relação aos US $102,5 milhões. Já a receita digital cresceu 41% para $58,4 milhões de $41,3 milhões, impulsionada pelo crescimento em podcast, áudio digital / streaming e soluções de marketing digital. A receita da rede da Audacy aumentou 23% para US $20,6 milhões, de US $16,7 milhões. Patrocínios e eventos aumentaram 50% para US $10,8 milhões de US $7,2 milhões, segundo o relato da empresa. Houve um registro de lucro de $39,9 milhões, em comparação com uma perda de US $20 milhões no 2º trimestre de 2020.


Outra que apontou uma recuperação consistente foi a Beasley Media, com uma receita total que aumentou 96,1% para US $59,6 milhões, tendo mais as vendas locais de spot no ar crescendo 116% e as nacionais aumentando para 121%. Os ganhos foram generalizados em todos os 15 mercados da empresa, segundo reportagem do Inside Radio.


Os números dos grupos colaboram com as previsões positivas relacionadas à recuperação financeira para o rádio em 2021.


Com informações Site Tudo Rádio

7 visualizações0 comentário