• AERJ ASSOCIAÇÃO

Brasília terá sinal 5G ligado a partir desta quarta-feira (6).



A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou que vai ativar o sinal 5G (quinta geração de internet móvel) em Brasília (DF) a partir desta quarta-feira (6). Segundo a agência, em São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre e João Pessoa serão as próximas que terão acesso à tecnologia. Nessas outras quatro capitais, ainda não há data definida para a ativação.


A Entidade Administradora de Faixa (EAF) informou os nomes das cidades em reunião extraordinária do Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz (Gaispi). O grupo criado pela Anatel tem como objetivo efetivar a implantação do 5G no país na faixa de 3,5 gigahertz, a principal leiloada em novembro do ano passado.


O grupo é composto por técnicos da Anatel e representantes do Ministério das Comunicações e as operadoras Claro, TIM e Vivo, vencedoras do certame. De acordo com o Gaispi, a Entidade Administradora de Faixa fez testes na Capital Federal no fim de semana, e as operadoras concluíram todas as etapas para a ativação do 5G em Brasília ainda nesta semana.


Ainda segundo o Gaispi, a cobertura da nova geração de internet móvel atingirá cerca de 80% do Distrito Federal. Cada uma das três operadoras instalou 100 estações espalhadas pelo Distrito Federal, com maior concentração na região do Plano Piloto, área central de Brasília onde ficam a Esplanada dos Ministérios e as sedes de Executivo, Legislativo e Judiciário.


Para o grupo autorizar o funcionamento da tecnologia em Brasília, era necessário que as operadoras instalassem ao menos 33 estações na capital federal e garantissem que o 5G não atrapalharia o sinal de TV transmitido por antena parabólica.


Uma vez liberado o uso da faixa de 3,5 GHz, as operadoras precisarão obter a licença da Anatel para fornecer o sinal do 5G. Para isso, as empresas devem pagar uma taxa de R$ 1.340 por estação por meio de boleto. O grupo estima que o pagamento será concluído a tempo de o sinal funcionar a partir desta quarta-feira (6).

Ainda segundo a Anatel, o prazo para o 5G começar a funcionar em todas as capitais vai até 29 de setembro. Inicialmente, as operadoras deveriam disponibilizar a tecnologia nas capitais até o fim de julho, mas a data limite foi adiada devido a dificuldades logísticas de importação de equipamentos.


5G interessa para o rádio e para todos os setores econômicos do país


O 5G é fundamental para a chamada "economia 4.0", revolução tecnológica que poderá acelerar novos hábitos de consumo de mídia em todo o planeta. O rádio, que já experimenta um avanço de seu alcance digital através de várias iniciativas on-line, impulsionadas pela maior oferta de conexão por parte de ouvintes e também de dispositivos disponíveis (como smartphones e smart speakers), é um grande interessado nesse processo.


Como empresas, o rádio também pode experimentar benefícios operacionais através do avanço da conectividade e novas formas de ganhos, como o crescimento do mercado programático através do áudio digital e o fortalecimento de iniciativas como o rádio híbrido, que combina os pontos fortes da operação via dial (FM/AM) com streaming (e outros dados oferecidos pelas estações).


Com informações do G1

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo