top of page
  • Foto do escritorAERJ ASSOCIAÇÃO

Anatel usa equipamento que monitora sinais de aparelho celular no resgate às vítimas das chuvas

Profissionais da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), autarquia ligada ao Ministério das Comunicações (MCom), estão utilizando um aparelho portátil que monitora sinais da telefonia celular no apoio ao resgate de vítimas da tragédia em decorrência das fortes chuvas ocorridas no litoral norte do Estado de São Paulo. É a primeira vez no Brasil que o rastreamento de sinais de radiofrequências é utilizado como instrumento de apoio às equipes de resgate para a localização de pessoas soterradas.


Quando os aparelhos captam a localização dos sinais em determinado ponto, é possível que a busca seja focada por cães farejadores e escavação manual pelos integrantes das equipes de resgate. Tal medida é possível graças às características de funcionamento dos aparelhos celulares que, mesmo sem serviço disponível pelas prestadoras, emitem constantes sinais de radiofrequência, em busca de conexão com as estações transmissoras (torres).


“A Anatel com este equipamento tem um papel fundamental na busca por soterrados e no salvamento de vidas. É um exemplo de que sempre podemos fazer mais e de que, trabalhando em conjunto, podemos assegurar mais serviços para a população. A Telebras já disponibilizou antenas para fornecer internet, as operadoras estão empenhadas em melhorar o sinal na localidade e nosso objetivo é melhorar ainda mais”, ressaltou o ministro das Comunicações, Juscelino Filho.



Profissionais atuam na realização de varreduras no local das buscas, em conjunto com as equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil / Foto: Divulgação/Anatel


O apoio da Anatel também compreende a monitoração e acompanhamento da montagem da Rede Estadual de Emergência de Radioamadores (REER), grupo membro da Defesa Civil responsável por garantir as condições de comunicação emergencial de autoridades e equipes de resgate por meio de estações do serviço de radioamador. Além disso, os agentes de fiscalização estão acompanhando e realizando avaliações técnicas de proteção contra interferências nas frequências críticas das forças de segurança pública e comunicações aeronáuticas, dado o grande tráfego aéreo de helicópteros registrado na região litorânea.


Com informações do Ministério das Comunicações / site Tudo Rádio

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


Whatsapp AERJ
bottom of page