• AERJ ASSOCIAÇÃO

Acordo formaliza uso das torres do Sumaré, no Rio, para transmissão de sinais de rádio e televisão


O termo de acordo de utilização do espaço no Sumaré para transmissão de sinais de rádio e televisão foi assinado nesta quinta-feira (13) pela Associação de Rádio e Televisão do Rio, representantes da Advocacia Geral da União (AGU), do Ministério Público Federal (MPF) e do ICMBio, responsável pela gestão do Parque Nacional da Tijuca.


Dezoito torres de rádio e TV transmitem seus sinais do alto do morro e ocupam uma área de 37 mil metros quadrados.

O acordo assinado formaliza uma situação que já existia antes da criação do Parque Nacional da Tijuca, quando as empresas de rádio e TV instalaram suas torres no Sumaré no fim dos anos 50.

O parque foi criado na década de 1960 e o Sumaré foi incorporado à área de preservação em 2004.







Com informações G1 / AERJ

42 visualizações0 comentário